Uso a escrita pra demonstrar amor, carinho, e pra dizer tudo que eu talvez não conseguisse dizer pessoalmente graças a minha fraqueza e ao meu medo. [...] Ela serve também para eu me livrar de tudo de pior , como ódio, raiva, rancor e mágoa. Pobre papel, [...] É sobre ele que está concentrada toda minha auto-defesa e minha auto-crítica, todos os meus sabores e dissabores. (Texto na Íntegra)

sexta-feira, dezembro 31, 2010


15 horas

1

Menos de 15h para o término de mais um ciclo. Um ano de vida, de realizações e frustrações. Coisas que temperam e dão o gosto a nossa vida todos os anos. Aquele amigo novo, aquela amiga que não é mais tão amiga, aquele garoto que disse que nunca mais ia ficar e no fim.. acaba ficando. Aquela matéria que deu mole e graças a ela você quase reprovou, ou talvez realmente reprovou. Aquele show que fez você ir virada pra escola, ou aquela vez que te jogaram de roupa e tudo na piscina. Aquele evento escolar que deu certo graças a união de pessoas que nem se falam. Sem falar do emprego de fim de ano que as pessoas conseguem pensando em dinheiro e depois se apaixona por cada membro de lá. Um ano com lágrimas e sorrisos, gargalhadas e batidas fortes de portas.
Mais um ano se foi, mais lembranças e recordações guardadas em fotos, posts, depoimentos, bilhetes, provas, e no coração. 



//nota: Escrito as 9h da manhã mais uns quebrados de hoje e postado no meu tumblr *-* 
Visitem. Lá que colocarei as fotos do 370project. :D Último post do ano. Até no que vem.

quarta-feira, dezembro 29, 2010


Doismileonze projetos.

0
Assim será o ano que a cada minuto se aproxima mais. Em uma agenda será anotado tudo que me der na telha, documentado, e essa pretendo proteger de todo o fogo (minha última foi queimada). Tenho o projeto de estudar bastante e passar no AFA (seria ITA, mas a Evelyn disse que AFA é mais fácil, e como só quero o dinheiro, está ótimo.). Também pretendo trabalhar muito, e comprar ou minha camera profissional com zoom óptico de 26x ou meu note, ou quem sabe.. os dois. Escrever e postar a minha fanfic fofa de também é um plano,  pretendo estreá-la no dia 15/01 e vou torcer para que as leitoras de DF e as futuras também gostem *o* 
Agora, eu tenho um novo projeto. Projeto 730. Inspirada no post da RayRay que diz: 
"O 365Project é um projeto de fotografia onde você documenta um ano de sua vida com fotografias diárias. Queremos ajudá-lo a construir um retrato do dia a dia com coisas pequenas, mas que fazem a sua vida tão única e especial. Todos podem participar. Tudo que você precisa é uma câmera".
 Bom, eu pretendo tirar 2 fotos diárias, por isso 730. Por enquanto é só isso. Faça você também seus planos, e quando atingí-los, faça outros. 






terça-feira, dezembro 28, 2010


_ I, myself and the time ♫

0

Eu escrevo, eu canto, eu vivo do jeito mais feliz possível. Pequena, coxão, lábios grossos, peitos razoáveis, pés e mãos de urso, cabelos castanhos e cacheados, unhas não-feitas, sobrancelhas quase que desenhadas, olhos castanhos sempre envoltos por lápis preto e cílios grandes com rímel. Um grande coração, e joelhos marcados com cicatrizes que refletem minha infância. Essa sou eu, e mesmo que tudo isso não seja notado por foto, pode acreditar, é verídico.

quarta-feira, dezembro 22, 2010


Reais dádivas ♥

1
 

 
"Como num filme no final tudo vai dar certo. [...] O tempo que passamos juntos vai ficar pra sempre, intimidades, brincadeiras, só a gente entende." ♫  
Histórias que estao guardadas em um baú gigante, onde cabem infinitas emoções, palavras, gestos. O tal do coração. Cada mínimo detalhe foi importante e colocado com todo carinho, um em cima do outro, por data, por situação, como em uma gaveta de roupas separada por cores. Cada amigo feito era uma estrelinha a mais, e a cada amigos perdido, uma nova lição a se aprender e por em prática. Seres diferentes, com gostos e personalidades diversas presas em um pandemônio-manicominal, sendo obrigadas a um relacionamento diário. E ainda assim criamos laços inesquecíveis. 
Sinto como se hoje fosse o dia mais feliz e o mais triste. Não é nem um pouco fácil para eu me despedir dos meus amigos, meus companheiros de choros e de risos, em um único dia. Ganhei um pai, uma nega, um bicha, um capacho *lixa* , um herói, uma esfiha, um branquelo, uma vó, um bichinha, um fofura, uma loira, um riquinho, e de quebra uma tia.
Definitivamente eu sentirei falta até dos vigias, do cheiro da etesc, e de como ela lota dias de chuva. Fui de duas turmas, tenho amigos e desafetos nas duas, como pelo resto da escola. Ganhei amigos pro resto da vida, e sei que é. Ouvi podcasts, fiz algoritmos, aprendi banco de dados. Passei em estatística, contabilidade e aplicativos com a graça de Deus. Dancei, gritei, corri e abracei. Bati e me bateram. Mordi  e me morderam. Caí em câmera lenta e fiquei tão puta que chutei a parede pra não socar a cara da pessoa. Fui abusada, marrenta, mas sempre tentando manter a coerência dos meus atos. Eu aprendi que amigos são amigos em qualquer situação, e se não for, não é amigo de verdade. Obrigada, Jeová Deus.










//nota: Feito no dia 21/12, dia da formatura. 

sábado, dezembro 18, 2010


Outlive

0


Não estou preparada para acabar o Ensino Médio, mesmo que isso já seja um fato. Conviver com uma realidade diferente da dos meus três anos é uma grande bosta. Férias costumam ser ruins, sem amigos, repletas de saudades e carências. Mas saber que serão férias eternas é algo muito duro, o qual ainda não me adaptei. Saudade é como uma faca de dois gumes. Por um lado é boa, mostra que valeu a pena, que aqueles foram inesquecíveis e que amei e fui amada. Mas para equilibrar, como Yin&Yang, é uma dor que corrói a alma mais que cirrose corrói o fígado. É uma falta sem tamanho de um elemento necessário. Como viver? Sobrevivendo. Sobreviver é o único modo. Eu hoje pode dizer que estou sobrevivendo, e é só o início das dores. 

terça-feira, dezembro 14, 2010


Era uma vez..

0


"Ele era meu melhor amigo.. eu vivia na casa dele e ele na minha, talvez por morar no final da minha rua, né. Minhas amigas diziam que ele era chato, sem assunto.. mas eu nao achava nada disso, best é best né. Até que um dia fiquei com ele em um show.. no dia 4 de abril de 2008 .. aí começou minha tortura.


A partir daí, passei a gostar dele (mesmo que desde muito antes todos já pensassem que namorávamos) , fiquei com ele mais uma vez nessa semana, e mais algumas vezes mais pra frente. Aí.. ele começou a namorar. Contei pra uma amiga minha, ela adc ele, virou BEST dele só de tentar juntar a gente, mas nao dava, ele havia se tornado um galinha incorrigível, traía todas as namoradas, e me contava, eu ainda era a best dele né.
O pior é que eu sempre ficava com ele, e sempre pensava : foi a última vez, nunca mais fico com ele. Aí ele vinha aqui, às 1h da manha (voltando da escola) e a gente ficava --' Até que eu já sofria muito por ele, e ele sempre soube, porque nunca fiz questão de esconder, nunca soube esconder, ainda mais dele. Aí ele foi se afastando, afastando.. hoje em dia ele conversa e confia mais nas minhas amigas que o chamavam de chato pra mim do que em mim. "








//nota: Parte da minha história sendo contada para uma amiga. Precisava de algo para postar aqui e achei esse. Não pense que é triste, é apenas uma fase da minha vida, talvez a mais inesquecível.

terça-feira, dezembro 07, 2010


Tempo, cadê?

0
Sei que não justifica o total abandono daqui a uma semana, mas estou muito enrolada. Comecei a trabalhar, das 14:00 até as 22:00. Sem falar que eu que tenho que acordar e arrumar tudo, fazer almoço e baah. Mal tem sobrado tempo e glicose no meu corpo para eu entrar no msn à noitinha. Bom, eu pretendia escrever uma fic de Perigosa Amizade e ainda pretendo. Vai ser meio difícil mas consigo. Bom, eu não ia mais mudar o layout, justamente porque estou sem tempo, porém terei que fazer ajustes nesse se realmente a fic for feita, e se for aprovada por algumas leitoras, pois, pretendo postá-la aqui em uma página adjunta. 
Bom, é isso. Desculpem-me, e se der, hoje mesmo posto mais. 

Beijos, ;**

segunda-feira, novembro 29, 2010


Existe verdade, fato ♥

2

" Na vida tudo passa, não importa o que tu faça, o que te fazia rir, hoje já não tem mais graça, tudo muda, tudo troca de lugar, o filme é o mesmo, só o elenco que tem que mudar, que alterar pra poder se encaixar, se não for pra ser feliz, é melhor largar ; Então se ligue e busque felicidade, pra existir história, tem que existir verdade. "

Hoje eu li em em alguns subnick's a seguinte frase: " Ultima semana " . Os sub's tratam-se de alunos da Escola Técnica Estadual de Santa Cruz, que aliás, é onde eu estou diariamente. Não sinto como se a ficha tivesse caído, parece que tudo está como devia estar, como se ano que vem, lá pra final de fevereiro, eu fosse reencontrar todos, almoçar com as mesmas pessoas e dizer bom dia com a mesma alegria diária que tento ter naquele antro de demência. Mas não é assim, isso não vai acontecer (ou pelo menos eu espero), está acabando. Um sonho de colégio (mesmo que ele seja uma bagunça, uma loucura, e sofra de uma completa falta de comunicação) que está chegando ao fim. Ano que vem não vou ter abraços matinais , e nem bom dias vindo dos sorrisos que mais gosto. O lugar onde chorei, sorri, fiquei furiosa e pulei nos braços de pessoas da minha vida. Vai continuar lá, porém, não as pessoas, não os detalhes, não nós. Muitos seres fizeram parte dos três anos, três anos mágicos. E agora só resta a saudade...














//nota: Oito, oito dias.. e até hoje não terminei. Não dá, me dá um nó nos dedos jamais visto anteriormente. Lágrimas caem inevitavelmente. Medo, saudade, aperto no coração. Tudo junto&misturado. Tenso. 

quinta-feira, novembro 25, 2010


Cadê a maravilha?

0

E o Rio de Janeiro vive um momento de completo caos. A todo instante um ônibus, carro ou van incendiado, sempre em uma localidade diferente, assim, não tem nem como precaver decentemente. Essa madrugada temos números ainda assustadores, com quatro menores presos e dez presos transferidos continuamos a sobreviver. Quem não é morador da cidade maravilhosa já tem a idéia de que no Rio só tem bandido cheirador, imagina agora, com essas notícias realmente assustadoras, esse clima mórbido e essa sensação tenebrosa de impotência misturada com medo e receio. Medo de sair de casa, medo de dormir e não acordar. Principais estradas da cidade, aquelas que geralmente podem ser facilmente confundidas com pandemônios hoje estavam vazias. Engarrafamento só em sonho. O carioca está assustado, está prezando pela sua vida. Vida. Como é difícil tranquilizar essa vida. Toda hora um caveirão em um ponto novo, um carro do bope cercando mais um lugar. Proteção tornou-se um sonho bom, de difícil alcance. Faculdades fechando suas portas a tarde, para que a noite tenha menos pessoas vagando por aí. Marinha nas ruas, um dos tanques baleado com oito tiros e está fora de operação.  E sabe o pior de tudo isso? Não sabem onde será o próximo ônibus queimado, ou a proxima cabine policial metralhada. Sabe-se que daqui a uma semana isso tudo será apenas número, estatística. Uma assombrosa realidade do morador da cidade maravilhosa.

terça-feira, novembro 23, 2010


Ruim, péssima, cruel.

0
Definitivamente, essa mudança de temperatura do meu corpo me aflige. mais do que a tosse, mais do que ânsias de vômito, mais até que do ter que ficar o dia inteiro deitada, quase imobilizada. A menos de duas horas atrás eu estava tremendo de tanto frio, mesmo com blusa, casaco e um cobertor deitada na cama com o quarto todo fechado. Agora, me sinto como se tivesse acabado de entrar em um forno. Sabe o pior, não posso tirar boa parte da minha roupa como nos dias e noites de verão, onde geralmente durmo apenas de lingerie, porque se eu tirar metade disso, daqui a pouco estarei até mesmo cuspindo sangue. É, eu só acharia essa doença instantênea legal se servisse pra eu emagrecer, mas nem isso vai ocorrer pelo visto. Maldição! E sem falar que hoje eu daria tudo pra ficar aqui mais tempo, mas em vista de que estou fazendo esforço até mesmo pra respirar, sustentar o corpo é algo muito exaustivo. Sem falar nas provas que me vêm pela frente. Óh, Pai! Me ajude Jeová. Eu nasci pra ser falante, andeja e sorridente, e não para ter um semblante mais caído que cara de bulldog e passar mais tempo deitada que um morto. 






//nota: Eu me encontrava doente, muito doente. Péssimo. Escrito terça-feira, 16 de novembro de 2010, 20:49:00.

segunda-feira, novembro 22, 2010


Sábado quase feliz.

0
Nao sei o que fazer, tenho que estudar pra trocentas coisas mas cadê que eu tenho cabeça. Me mataria, nesse exato momento. Nesse exato momento tenho um buraco no peito, tão grande que não tem como medi-lo. Só queria poder gritar, gritar tão alto a ponto de ensurdecer alguém. Não quero sair, não quero ficar aqui, não quero sentar, só queria me enfiar em uma cavidade profunda e só sair de lá morta. Podem me chamar de dramática, exagerada, exacerbada, hoje eu não estou ligando. Podem me chamar de emo, egoísta, até mesmo falsa que eu não faria nada. Eu só queria ter alguém pra apertar, e ao mesmo tempo não queria que ninguém me visse nesse estado. Sinto vontade de chorar, porém, quando lembro do motivo de eu estar assim sinto vontade de dar socos, nem que tais socos fossem direcionados a parede, como fiz mais cedo. Sumir seria uma boa solução, pelo menos ao meu ver. Queria qualquer um aqui agora. Pra quê? Pra morder, abraçar, bater, dizer que amo e ouvir que não sou obesa. Qualquer coisa na verdade, qualquer coisa que me fizesse parar de vazar.
Queria ter algum talento, pra qualquer coisa, mas falta-me tudo, principalmente paciência. (frase sem sentido nenhum)
Sou  mal feita e ensaiada, como diz a canção, difícil de ser entendida, complicada de ser interpretada. Sou uma aberração, uma tristeza constante, um choro infinito. Sou uma vergonha pra quem está a minha volta, canso de ouvir que devo ser bastarda, porque meus pais são perfeitos e eu a ovelha negra da família. E deve ser mesmo! Até porque, como uma pessoa com tantas imperfeições como eu poderia ter sido gerada de pais perfeitos. Não! Devo mesmo se bastarda. Mas eles podem ficar tranquilos, o encosto aqui está de partida.
Eu queria ser auto-suficiente. Queria não ter amigos, na verdade, ter amigos mas não precisar deles. Queria ter pais e não precisar de pais. Queria ser superheroína e poder voar, voando eu seria livre.
Na verdade, agora, nesse exatos dezessete minutos das quatorze horas de sábado eu só queria escrever algo que fizesse algum sentido pra quem tivesse lendo. Só queria poder organizar meus pensamentos em meio a tantas amarguras exageradas. Queria conseguir enfrentar a vida de frente. Vida! Ah, a vida. A maior piadista de todos os tempos. Vive pregando peças em nós. Ontem, perguntaram-me se havia dormido com o bozo, de tão feliz que eu estava. Hoje, mais pareço um pé de chinelo velho jogado em qualquer parte da casa, sem a menor importância.
Um abraço! Acho que um abraço apertado seguido de um "conte comigo" bastaria nesse momento. Faria eu desperdiçar mais líquido do meu corpo, porém, limparia-me a alma. Enquanto não disponho de abraços, fico com os "conte comigo" dado por um amigo no msn, o único que apareceu no momento. Um dos que estão sempre comigo, realmente. Agora vou tentar me animar com meu photofiltre, vai que dou sorte e consigo, não é mesmo?







//nota: Eu tava mal. Sem mais. Escrito sabado, dia 20 de nov.

You're my friend, a-ah ♪

0
Que demônio de impotência! Saber que está sofrendo e não poder fazer nada acho que é o pior dos sentimentos. Você aí sem dormir, sem comer, sentido dores e coceiras e eu em casa, de mãos atadas, e não tem nada que eu possa fazer a não ser orar, orar pra você ficar bom logo e voltar aos nossos dias. Eu prefiro que me bata diariamente e que brigue comigo, mande eu me ferrar ou qualquer coisa pior do que lhe ver doente. Eu nunca mais falaria com você se isso fosse lhe deixar bom e saudável. Eu sentiria uma falta imensa e todos os dias doeria em mim, porém, lembrar que isso estava assim pra garantir a sua saúde me revigoraria.
Fique curado logo, me abrace como nunca me abraçou. Nunca imaginei que o buraco que deixaria seria tão grande. Você não tem o direito de ficar doente, sabia? Pessoas muito amadas que fazem uma extrema falta para outras não tem o direito de adoecer. Desejo que melhore logo branquelo que reluz, meu tony ramos (H) UHAUHAUH'
Eu te amo Allan, muito mesmo  e não sei o que me dói mais, você doente ou o Mike desfalecido por você estar doente e não servir de nada em nenhum dos casos. Deus vai lhe abençoar e nada irá acontecer. Prometo!






//nota: Criado em sexta-feira, 5 de novembro de 2010, 23:09:48 , quando ele ainda estava doente, e eu estava super preocupada, e não podia falar pro melhor amigo dele, porque eu devia acalmá-lo. Resumindo, péssimo.

Alucinações?

0

Uma premonição ou uma loucura infundada?  Como pode uma pessoa estar andando normalmente pensando no que ela conversou com quem ama, na verdade, lembrando de como ela ainda é ela mesma perto dele e que apesar de tudo, ainda consegue ser amiga e pensar no bem dele, e aí ela pisca e passa uma cena por sua cabeça que nunca houve antes e que provavelmente nunca ocorrerá.  Ela imagina, da maneira mais real cabível, ele traindo a quase ex-namorada dele com ela, e quando ele faz isso ela o expulsa. Diz que ele ama a outra e que não é justo ele fazer isso com as duas. Ele a olha completamente desnorteado e diz: "Não, eu te amo, sempre amei, só nunca tinha conseguido enxergar." E ela o renegava e dizia pra ele ao menos terminar com a tal, antes que ele magoasse as duas e o expulsava: "Agora, por favor, sai daqui antes que eu piore meu estado de amor agudo."

Agora, tem como algum gênio da física quântica que tenha capacidade mental e espiritual me explicar o porquê disso? Como uma pessoa no meio da rua consegue visualizar com perfeição uma cena que nunca ocorreu como se estivesse em um sonho, mas esse não era um sonho normal, era um sonho completamente com a indivídua em questão bem acordada?

Pois é, como devem ter notado a 'louca'  em questão sou eu, e isso deve fazer umas 6h, e até agora estou me questionando sobre.







//nota: Eu definitivamente não consigo ficar sem isso aqui. Agora são 00:02, e eu devia estar dormindo, mas estou aqui, postando como prometido, no dia vinte e dois de novembro *-* E a propósito, esse texto foi escrito no dia dezesseis (16/11).

domingo, novembro 14, 2010


Um tempo desligado

0
Ando sem tempo, com muitas provas escolares e vestibulares (mesmo que eu saiba que não vou passar em nenhuma) e graças a isso tenho entrado pouco aqui. Pois bem, agora estou desligando o Maçã&Pêra até a segunda feira dia vinte e dois de novembro (22/11). Quando eu retornar, postarei pelo tempo que fiquei sem, e comaçarei a editar mudanças no layout. Bom, continuem me visitando.. pois sempre tem um texto que você nunca leu. Qualquer coisa estarei no meu twitter que fui quase intimada a fazer: @jeennys_ 

Beijos povo, até o próximo post, dia vinte e dois.

Até depois do fim ♥

0
Pois é minha melhor amiga, eu sei que você me ama e nunca falaria/faria algo que colocasse nossa amizade em risco. Até porque somos muito mulheres, assim, temos a coragem que falta em muitas pessoas de sempre falar a verdade, principalmente uma à outra.
Sei que tenho muitos defeitos e, posso até ser FOFOQUEIRA, mas você me aceita assim e isso basta, porque você vale muito mais do que todas os outros que por alguma razão não vai com minha cara.
HIPÓCRITAS! Como tem deles espalhados pelo mundo, principalmente em nossas vidas atualmente. Como tem gente querendo o nosso fim. Mal sabem esses indivíduos que quanto mais façam, mais nos fortalecem, porque enquanto existir o "nós" , demônio NENHUM nos separa. Te defenderei até não ter mais forças, por causa de algo nítido como água cristalina: MEXEU COM VOCÊ, MEXEU COMIGO!
Eu te amo minha BestFriendForever, e estarei com você até o fim, talvez até depois dele.

segunda-feira, novembro 08, 2010


Verbo flutuar no gerúndio

2
Ontem eu estava  realmente nas nuvens. E constatei isso durante uma conversa com um amigo, onde após ele dizer que estava sem inspiração para um depo, eu disse : " Tem que escrever quando vem do coração, esse é o segredo. A inspiração vem sozinha, como um turbilhao de pensamentos. Quando você ver o sorriso dela, ou falar com ela até 1:30h da manhã no celular, terá inspiração suficiente pra um livro, mesmo que em frases soltas, que aparentemente não se encaixam. " Logo depois disso ele comentou : "você anda inspirada heeein nem .." (nem é péssimo, eu sei UHAHUAHU')

Eu com toda a certeza estava inspirada, estava flutuando, meus pensamentos leves, até mesmo vazios. Meu sorrisos, como uma amiga escreveu em um depo a uma pessoa que ela ama muito, tão facéis e tão puros como de uma criança. Eu podia ser quem eu quisesse, uma menina comum, uma ex-melhor amiga apaixonada ou uma super heroína -n HUAHUHUHA'

Queria pular e gritar de felicidade, anunciar às quatro direções como minha vida é boa e como tenho pessoas, pessoas que me amam, as mesmas que eu amo por demais da conta , sô UHAUHAUHAUH' Eu não tenho nenhuma doença super grave nem algo irreversível, como câncer ou uma cegueira. Eu não sou órfã, tenho as duas pernas  e nunca passei fome. Não tem porque eu não estar diariamente feliz, né? Nem sempre é assim, infelizmente. Mas ontem.. *suspira*




//nota: tão louco quanto minha cabeça ontem. coisas boas e coisas péssimas aconteceram, acho que por isso que eu nao entendi o porque de estar tão "Livre, leve e solta" , mas .. eu estava :D

sábado, novembro 06, 2010


É hoje!

0
Exame Nacional do Ensino Médio começará daqui a menos de três horas e eu ainda não me sinto nem um pouco preparada. Cabeça cheia, mente vazia. Hoje, mais de quatro milhões de brasileiros estarão fazendo uma prova, a mais importante do ano,  a chance de conseguir uma vaga nas faculdades pelo Brasil todo, como por exemplo Rio Grande do Sul (meu quarto maior desejo atualmente *-*) ou no Ceará, e conhecer pessoas diferentes, com costumes diferentes, crenças diversas e um sotaque mais louco que o outro. Porém, para pessoas com perspectiva pequena e sonhos grandes talvez não seja tudo tão belo assim, também como a minha pessoa. Céus, estou aqui, viajando e já são mais de 10:20h da manhã, e marquei com minha amiga às 11h. Bom, desejo aos mais de quatro milhões toda a sorte, com exceção dos candidatos que querem uma vaga na Faculdade de Pelotas ou  na Universidade Federal do Rio de Janeiro para cursar Psicologia, esses têm que se dar mal, com exceção de mim e da minha best. Bom, agora sim, boa sorte a quase todos. Tomarei meu banho.

sexta-feira, novembro 05, 2010


Olhar, sorrisos e protuberância.

1
Um brilho no olhar, um sorriso colgate e um quadril ligado a uma protuberância trazeira de dar inveja. Os cabelos são oxigenados, porém, é a única coisa que podem chamar de falso nela. Amiga, forte, dócil, sincera, companheira, feliz, feliz até quando está triste, amiga, e.. eu já mencionei o fato dela ser amiga? Se engana você se pensou que eu fui repetitiva, pois não fui. Ela é amiga dos outros seres humanos até quando está com raiva do próprio. Amiga quando alguém precisa de ajuda, da Lady Gaga aos mendigos. Amiga da festa, da balada, e do choro. Sempre com um sorriso no rosto ela é a solução pra 80% dos problemas, ao menos por um instante, pois quando ela fala "oi meu amor" você sente um bem, sente seu problema amenizando e então você esboça um semi-sorriso. Game over, ela ganhou o dia.

Cativante, uma alegria sem igual expressa por um olhar realmente verdadeiro. Os mesmos olhos que vazam por motivos que não convém comentar são aqueles que transmitem amor, amizade, carinho e afeto, um afeto que vem sempre na hora certa, porém não na medida certa, nunca foi apresentada a uma balança de coisas boas por hora, ou por dia, então como é melhor sobrar do que faltar, ela sempre dá afeto de sobra, e quem recebe às vezes não sabe o que fazer com o sobrou. Todos deviam devolver o que lhes sobrou, porém, amor e carinho são coisas tão valiosas que a grande maioria guarda pra si. Porém ela não, ela segue fielmente aquela citação bíblica que diz: Coisa mais bem-aventurada é dar do que receber (Atos 20:35) .

Tão nerd que dói. Agora é sério, pessoa mais nerd do que ela está difícil (lembre-se que Demétrius para quem conhece não entra nessa comparação). Mora na Taquara, estagia na Tijuca, o ex-futuro-namorado é morador do bairro de Santa Cruz, aliás, lugar aonde ela estuda a três anos, e ainda faz um curso  bem longe. Tudo isso e ela ainda tem tempo pra todas aquelas coisas citadas acima. Sim, ela é nerd, e quando dá os pits dela me irrita, mas os atos bons são muito grandes e sobressaem esses pequenos momentos de ira. Não , ira não, ira é o nome dado ao sentimento que temos pela mesma pessoa, mas isso também não convém citar.  

Resumindo essa melação toda que não está ficando nem um pouco boa: Amo você Laryssa, de verdade. Como eu já disse acima, você cativa as pessoas, tem esse dom, tem  o dom de ser dócil, doce e doida (só pra conseguir outra característica com 'd'). Me desculpa se lhe fiz algum mal, me desculpa pelo que eu te chamava no primeiro ano, eu era dez vezes mais infantil do que hoje, e não fazia idéia do quão grande seu coração benígno é. Obrigada por todas as  vezes que chega falando aquele "bom dia" que chega aos meus ouvidos com um real ar de bom dia. Obrigada pelos abraços fortes e pelos momentos que me faz rir. Obrigada por me permitir ser mais sua amiga. Obrigada por ter aparecido na minha vida e ser mais um dos melhores motivos pra eu não ter me arrependido de trocar de turma. Obrigada por tudo que faz, por tudo que é. Conte sempre comigo, estou aqui pro que der e vier. ♥

segunda-feira, novembro 01, 2010


2841 caracteres

4



Se eu lhe dissesse "te amo" todas as vezes que penso "ah.. o michael, como eu o amo" , você com certeza já teria se enchido de mim e eu ficaria desolada, chorando --'

Seu sorriso me cativa e deixa meu dia feliz também, mas te irritar é o melhor *-* sei que não consigo muito, porque me ama tanto que se irritar comigo, nem pensar.. nem mesmo quando dou aqueles tapinhas nos seus ombros/costas , aqueles fraquinhos que não doem nem um pouquinho , né? HHAHUAHUHUAUH' Escroto! Céus, como voce é escroto! "E é por isso que gosto de você.. você me faz rir" . Bom exatamente isso, você me faz rir do modo mais sincero que alguém poderia rir. E o que seria das minhas crises de fumada sem você pra ficar falando pra eu ficar bem e perguntando o que eu tenho? UHAHAHUAHU'

Seu jeito me encanta, bem mais do que já foi um dia, muito mais, e sabe disso. O quanto mudou me surpreende, mas de uma tal forma que.. sei lá, inexplicável, velho. Mas eu tenho orgulho de você meu homenzinho, ou, quase lá *--* brinks  UHAHUAUHAHU'

Sinto-me acolhida quando me abraça, querida. Parece que gosta do meu abraço tanto quanto eu gosto do seu, exceto quando vem me bater --' ou quando defeca pra mim --'  Às vezes ( note o "às vezes" ) até me sinto tentada, UHAUHAUHAUHuh' e voce sabe quando.. 

Sei que ainda não confia em mim 100%, mas tambem sei que não é por vontade própria ( ou nao, né ), vejo isso nos seus olhos, olhos que encantam, que passa paz, passa o bem, aliás, lindos. E é graças a essa perspectiva que eu levanto da minha cama e me locomovo até esse hospício técnico todos os dias da semana, até o que normalmente  não é dia útil. 

Obrigada demais por se preocupar comigo, por cuidar de mim, por me bater quando tem que bater (lê-se: quando é necessário e não quando dá na telha, sakoou?), por rir comigo quando tem que rir, e até por rir de mim ás vezes. Por me ouvir como ninguém é capaz, de um jeito acolhedor e amigo, demonstrando que se importa, mesmo doido que eu cale a boca, e por sempre me encher o saco para contar o que houve. Obrigada por me pentelhar tanto, assim, eu sinto falta de você quando não lhe tenho. 

Falta. Isso eu sinto que sentirei muito nas férias --' Oh God! Mais um amigo pra eu sentir uma falta incrível como se parte de mim tivesse sido arrancada a força. Ah, Michael, não sabe o quanto me fará falta.

Definitivamente, eu te amo muito Michael. Michael Melo da Silva. Quem poderia imaginar que um dia eu lhe falaria tão sinceramente que você faz parte de mim, e que não é pelas marcas que deixa em minha epiderme, aquelas em auto-relevo, e sim pelo que deixa no meu coração, a cada abraço, a cada beijo no rosto, a cada 'bom dia' que me diz. Obrigada por ser meu amigo, por me amar e por estar diariamente ao meu lado. Conte comigo sempre que precisar, e se não contar, eu arranco seu fígado com minhas próprias mãos. <3

domingo, outubro 31, 2010


sinônimo de sofrimento

4


Amor; ou seria sofrimento? Ou ambos? Acho que amor é sinônimo  de sofrimento. Qualquer tipo de amor é uma grande armadilha. Pensar com o coração é completamente irracional, caso contrário pensaríamos com a cabeça, e não com um órgão que controla nossas emoções. Saudades. Pra que a saudade existe? Sentimento é para fracos, como eu. Pessoas fortes, sensatas, que pensam em si antes que no outro, não tem saudades, não de muitos. Por que? Porque na grande maioria das vezes, elas bastam para si, e game over. Quem sente falta só toma na cara, se auto deprime em vão, na esmagadora maioria. 
"Proibido o fato de amar e sentir faltar sem a presença da mestra reciprocidade!"
Isso devia valer. Porém, a vida não é como planejamos. Se fosse, seria muito fácil viver.

Uma dor no braço que pode ser um princípio de depressão. Não!
Raiva, tristeza, decepção. Sensação de que desperdicei dois anos da minha vida. Valorizar algo durante tanto tempo, cultivar algo que gosta muito, para depois todo seu esforço ser jogado na lixeira mais próxima, nesse caso, a do windows mesmo. Se estiver lá, ainda é possível restaurar, mas também é possível excluir definitivamente. 

Insisto! Por que eu ainda insisto em amizade feminina? Que tortura, Senhor! Sempre me despedaço, e me refaço muito mal e porcamente, e aí.. TÃDAN! mais um tiro no pé. Outro, e dessa pessoa eu não esperava. O pior é quando não se espera. É triste, você não sabe como reagir, o que falar, o que não falar, se deve realmente falar. No meu caso, minha única reação foi chorar um choro calado para que ninguém aqui em casa visualizasse essa cena nem um pouco agradável. Porém, a noite, quando só havia eu e meu msn aberto na janela de um amigo, eu desmoronei. É muito ruim você ficar mal por alguém enquanto essa pessoa nem sabe o mal que causou.  E nesse caso, não sabe mesmo. Não faz idéia. Ou faz? Não sei, e por hora eu prefiro continuar com essa dúvida. 

Homens! O que seria da minha vida sem eles? Não faço idéia, e pretendo nunca fazer. Homens de todos os modos. Talvez eles nem possam ser chamados de homens ainda, mas cuidam de mim, se preocupam, são sinceros, não fazem falsas promessas e nem saem por aí dizendo que minha presença é dispensável. Na verdade, todos eles custumam fazer o oposto disto. Deve ser por isso que tenho uns seis de minha confiança, o que para alguns pode ser pouco, mas para mim é muito, se for analisar que cada um vale por umas cinco meninas. 



//nota: mais uma amiga me decepcionou, e no mesmo dia quatro dos seis acima conversaram comigo e me ouviram, e me deram conselhos, e se preocuparam comigo. Homens sao o aço. (H)

domingo, outubro 17, 2010


Music Evil ♫

2
 “ Um sorriso teu, ele derrete todo [...] eu guardo tudo aqui no meu peito, tanto tempo estudando seu jeito, tanto tempo esperando uma chance, sonhei tanto com esse romance. ”
Uma mísera música, trilhões de lembranças. Completo absurdo! Depois de tanta coisa, tanto tempo, mais de um ano sem tocar àquela boca, sem mordiscar aquele pescoço quase que perfeito. Mais de um ano! UM ANO! Para mim, parece que tem um mês, ou menos.
O poder de uma canção é aterrorizante. E nem cheguei ao fim. Na verdade existiam duas opções: parar ou chorar. Não, chorar por ele não! Inadmissível! Não na frente de tantos. Humilhação extrema!  FRACA! FRACA DEMAIS! Sim, isso que eu sou. Que tipo de ser humano medíocre não agüenta ouvir uma mera música até seu término sem chorar? Por que? 
Nó na garganta, dor no peito, falta de ar, incômodo com tudo e vontade de estar com você são sinais de que ainda não lhe esqueci. Deus, liberte-me desse amor doentio, dessa paixão não correspondida e desse desejo individual. Não suporto mais remoer o mesmo sentimento, algo bom e gostoso de sentir, mas não quando não se pode tomar essa pessoa  em seus braços quando quiser. 
Ao menos beijar outro pensando em você já não acontece com tanta freqüência. Já eu gostar de outro, isso sim seria uma libertação.


Dissimulação histórica.

2



O mais perigoso dos animais. Um animal que anda com duas patas e usa as outras duas para benefício próprio, geralmente com unhas bem tratadas e pintadas com esmaltes chamativos. O mais dissimulado dos seres, com fala mansa e astúcia sempre consegue tudo o que quer, e se essas armas não forem suficientes, usam do veneno que elas têm : a arte de seduzir.
Sempre foi o maior dos problemas do mundo, o causador do caos, a destruição em massa. Desde os primórdios, sempre foi assim. Tanto da crença religiosa quanto na mitologia, esse animal foi o primeiro a espalhar tudo que há de pior. Foi essa espécie que fez Adão comer do fruto proibido, assim, entrando o pecado no mundo. E o que dizer de Pandora? Ela abriu a caixa deixando todos os males escaparem.
Com o decorrer do tempo vimos mais exemplos de mulheres sacanas.
Na literatura temos a marca dos olhos de cigana oblíqua e dissimulada, olhos da tão misteriosa Capitu. E quem é que nunca ouviu falar de Dalila? Ela traiu Sansão cortando sua fonte de força.
Donos de uma hipocrisia sem igual, conseguem ter quantas caras quiserem.
Não importa quando, nem quanto. Todos os descendentes dessa espécime tiveram, tem ou terão um instinto 'filho da puta' e prejudicarão pessoas, consciente ou inconscientemente. Fato que é o pior animal, e mais perigoso de todos eles, por ser astuto. Sim, é a Mulher.

quinta-feira, outubro 14, 2010


Gaste seu amor ♥

2

" Usufrua-o até o fim. Enfrente os bons e os maus momentos, passe por tudo que tiver que passar, não se economize. Sinta todos os sabores que o amor tem, desde o adocicado do início até o amargo do fim, mas não saia da história na metade. Amores precisam dar a volta ao redor de si mesmo, fechando o próprio ciclo. Isso é que libera a gente para ser feliz de novo."



domingo, outubro 10, 2010


Como é ter quatro?

0



Nunca tinha parado pra pensar na tamanha sorte que eu tenho. A grande maioria das pessoas tem um best, dois no máximo, sendo um de cada sexo. Eu tenho quatro. Na verdade cinco, mas atualmente quatro. 
Quatro pessoas para confiar plenamente, de olhos fechados. Quatro pessoas que a última coisa do mundo que elas fariam seria lhe magoar. Quatro pessoas pra correr quando estiver se sentindo mal. Quatro pessoas que olham nos seus olhos e são sinceros, dizem quando está errada, e quando está certa, quando está horrível e quando está linda, mas ficam ao seu lado de todo jeito. Quatro abraços sinceramente sinceros. Quatro histórias diferentes , muito diferentes, e tão semelhantes na forma de amar. Situações diferentes, palavras diferentes, sinônimos meus, e tão antônimos. Ridículos, patéticos, debochados, auto-estima altíssima e baixíssima. Instinto protetor para mim. Quatro seres humanos capazes de serem excelentes filhos da puta, mas eu sei que não comigo. Quatro pessoas que não me mandam depoimentos, que não ficam declarando seu amor aos sete ventos, e mesmo assim vejo em seus olhos a veracidade de suas palavras quando dizem pra mim que confiam em mim e que me amam. E quando me dizem "vai se decepcionar com quem menos espera" , eu sei que é mentira, porque quem eu menos espero não me decepcionaria, nao por simples prazer pessoal. Não faço idéia de como eu sobreviverei sem eles, até porque nada é para sempre, além do meu amor, meu infinito amor. 





//nota: aos meus melhores amigos (H, B, V e R), meus BFFs , meus portos. Quem atura minhas loucuras mais loucas, meus pensamentos mais bizarros e quem guarda meus segredos mais secretos. Cada um com seu jeito, com sua opinião, com se modo de ver e levar a vida, mas ainda assim.. meus melhores. (L

segunda-feira, outubro 04, 2010


Eu quero você só pra mim ♫

0
 "Vou ser dono do seu coração, menina, você pode escrever [...] Sei tudo de você, e vou até o fim, e que se dane o mundo , eu quero você só pra mim."
Ele sempre foi o melhor amigo dela, e sempre quis ser mais do que isso. Agora, eles estão com 17 anos, e ela ainda não sabe o que há de verdade em seu coração. Ele não fala nada, nunca falou, pois tem medo. Medo de perdê-la. Medo de magoá-la. Medo de que ela não corresponda. Ele prefere sofrer interiormente, apenas com ele sabendo, do que arriscar perdê-la de qualquer forma. Para ele, isso seria o mesmo que sua vida não ter mais sentido, perder completamente a razão de existir. Seus amigos disconfiavam, e só de suspeitarem debochavam da cara dele. Imagina se isso viesse a ser público. Não, definitivamente não contaria a ninguém.
Um dia viu um filme, e a atriz principal parecia encená-lo. Ele pensou: É assim que sou? É assim que eu me sinto? Será que tenho que falar com ela? Ele decide contar a um dos seus amigos, o que lhe parecia mais sensato. A princípio ele riu, mas vendo que seu brother estava em reais apuros, decidiu ajudá-lo.
- Cara, fala com ela.
- Mas e se..
- E se.. e se.. ? Saia do "se" e arrisque. Se ela for mesmo sua amiga, ela entenderá.
- E como faço isso?
- Não sei.. se sente melhor falando, escrevendo, como?
- Nada, por isso nunca me abri com ninguém, você é o primeiro.
- Me sentiria honrado se isso não lhe fosse prejudicial. Já pensou em música?
Aquela parecia-lhe uma boa idéia. Na verdade, a melhor que ouvira. Tudo bem, que era a única, mas ainda a melhor. Mas qual música? Desde então prestava uma atenção quase doentia em todas as músicas que seus ouvidos escutavam. Porém, nada lhe servia. Desistiu.
Em uma manhã, indo para a escola, reclamava de um ser mal educado que estava a ouvir suas músicas pelo auto falante. Não estava acreditando que plena oito horas da manhã existia alguém tão animado. Até que a música em ritmo sertanejo universitário soa como harpas para seus ouvidos. "Sei tudo de você, e vou até o fim, e que se dane o mundo, eu quero você só pra mim.."
- É isso! - exclamou ele , assutando a senhora de uns setenta anos ao seu lado.
Passou o resto da manhã pensando na tal música, ele já tinha escutado, mas ainda não sabia nome, nem da música muito menos do artista. Só conseguia pensar em duas frases que lhe chamaram muita atenção. "Vou ser dono do seu coração, menina, você pode escrever." ; "Sei tudo de você, e vou até o fim, e que se dane o mundo, eu quero você só pra mim." Escrevia por todos os cantos para não esquecer. Quando chegasse em casa procuraria a música, sua letra, quem canta, quem escreveu.. tudo! Sentia cada vez mais próximo o dia em que se declararia para a menina que era sua melhor amiga desde os três anos de idade. 


Continua..



// Estava ouvindo a música, e comecei a imaginar, e pensei: por que não montar uma historinha. *-* Amo tanto a música *____* GAMADA!

terça-feira, setembro 28, 2010


Gritos no silêncio

2
Hipócrita! Hipócrita demais!! Hipocrisia extrema!!!
Minha mais devastadora decepção, dentre todas as piores, a pior com certeza. Incrível o fato de que não conhecemos as pessoas, ainda aquela que crescemos, aquelas companheiras pra todas as horas, ou que ao menos acha-se durante um tempo, um longo tempo. 
Só de pensar o quanto eu chorei por ela, e depois ela defecou muito mole, tenho raiva de mim, sou intolerante comigo mesma. Como eu pude ser tão leal a um alguém que na primeira oportunidade me deixou? Que hoje em dia passa na rua, me encara, e não abre a boca para dizer um : "Oi, imbecil, que esteve ao meu lado durante oito anos." Que injustiça! 
Toda vez que passo por ela e comtemplo aquele olhar falso, aqueles braços que me abraçaram tantas vezes e aqueles dedos que escreveram tantas cartinhas e bilhetinhos declarando 'amizade eterna' eu tenho vontade de gritar, uma vontade que vem do fundo do meu útero, do meio das minhas entranhas, com uma veracidade que minha garganta quase pula pra fora. Gritar contra toda essa vasta falsidade envolta com hipocrisia escondida embaixo de sorrisos dóceis, olhares amenos e saias compridas. Por enquanto são meros gritos no silêncio, mas um dia meus berros serão ouvidos, pelo menos.. assim espero.

segunda-feira, setembro 27, 2010


Pobre alma.

0

Eu quero escrever, mas meus dedos estão duros. Quero ler, mas minha visão não está valendo de nada. Quero editar o site, mas se eu tentar fazer algo, só conseguirei fazer besteira. Quero ver anime, mas não consigo prestar atenção. Meu corpo está mole, o sangue está na minha preguiça, minha cabeça dói e meus olhos parecem nao abrir mais. Meu coração está apertado e pequenino, graças ao atraso de horas do meu pai.  Não sei o que pensar, o que falar ou o que fazer. Essa hora nao sei nem o que estou digitando. Acabo de bater minha cabeça na parede, e a dor que nela permanecia.. aumentou. Decadência, meu estado é de total decadência. Pobre alma a minha.

domingo, setembro 26, 2010


Preciso de você ♥

0
Queria um abraço seu, um abraço completamente urgente. Porque o seu abraço faz falta no meu dia-a-dia, por isso quando estou contigo quase lhe mato asfixiado. Não repito tantas vezes "eu te amo" como no primeiro, mas te amo tanto quanto, talvez mais. E preciso tanto quanto, e exclusivamente hoje, mais. Mas eu só terei seu abraço segunda, e eu tenho vontade de chorar só de lembrar disso. Meu pai, meu best, meu porto. Posso estar sendo infantil de novo, como tantas vezes, mas eu não sei esconder o quão importante é pra mim e a falta que me faz. Bem.. sem mais.. eu queria um abraço, um simples e acolhedor abraço.




//nota: ao meu best friend forever, meu pai, meu tudo, em um dia onde nada fazia sentido, em um dia muito triste para mim. Necessitava dele, MUITO, então .. digitei.

Ilegalmente correto

2

Um sábado sem aula é um sábado dominado pelo tédio. Completamente chato, sem deveres, nada certo para se fazer, poder dormir a hora que quiser ou comer a hora que quiser não tem graça. Então, o que fazer? Ir ao cinema? Bingo! A solução para os nossos problemas, ou não. Mas para duas faltavam R$ 4,00 , isso porque iríamos de rio-card. Vamos ligar para nosso amigo playboy. *Esse telefone está fora de área ou desligado* Sim, shit! Começamos a rodar o bairro vendo quem tinha R$4,00 , e acredite, não conseguimos. Chamei cinco amigas, e nada.. Já tinha desistido, quando minha tia e meu avô salvaram o dia. Logo após uma das cinco disse que iria, e agora parecia correr tudo bem. Pena que só parecia.
Arrumadas, rio-card nas mãos, tênis nos pés, e lá fomos. Chegando lá, uma fila do inferno para comprar o ingresso, mas por Resident Evil faria quase tudo. Depois de quase trinta minutos eu um raio de fila, escutamos : "você não pode, tem quinze anos, a censura é de dezesseis." O_O Por que carvalhos Resident Evil é para dezesseis anos? Pedimos, lamentamos, imploramos, mas nada. Falamos com o gerente, com o outro gerente, e nada. Agora era o nosso fim, e nesse fim ir para a casa era a solução mais plausível. "Quer saber, eu vou sair agora, e procurar esse filme pirata, vou comprar o dvd e ver em casa." E os anjos dizem : Ámem. Todas concordaram, ainda mais que a de quinze disse : "Podemos ver lá em casa, tem uma tv de cinquenta e duas polegadas."  Um top sundae, e .. casa! 
Chamamos mais uma, e pronto. Uma coca-cola, um monte de pipocas com Aji-sal, uma tv de cinquenta e duas polegadas e três amigas foram mais que suficientes para deixar meu dia frustado melhor.

sexta-feira, setembro 24, 2010


Acho que.. falta! - Final

3

Comecei a confiar, e que se dane se um dia eles me foderão, a minha parte de amiga, de confiar e de ser confiável eu fiz. E nesse instante não me arrependo nem um pouco. Eu sou tão feliz ao lado deles. Hoje em dia estou completa se estou com eles. E o motivo eu ainda não sei ao certo, shit, mas o que chega mais perto ainda acho que seja isso, falta. Um motivo que só era válido no primeiro mês, talvez um pouco no segundo, porque hoje eu os amo demais, demais mesmo, e só não digo incondicionalmente porque talvez seja cedo. Incondicional ou não, é muito mais do que eu mesma imaginava. Hoje, parando pra pensar.. é, eu me apeguei muito, como se eu naõ estivesse mais completa sem eles.

Sim, meus meninos, eu consegui ser feliz de novo, não com a companhia de vinte pessoas, mas com dois que valem mais que vinte, até porque do que vale a quantidade se a qualidade for incomparável? sz'



//nota: eu os amo demais, e agradeço todos os dias por tê-los em minha vida.

quinta-feira, setembro 23, 2010


Meu ex - conto de fadas.

2

"Te ver e não te querer, é improvável, é impossível. Te ter e ter que esquecer, é insuportável, é dor incrível."

 Tudo parecendo progredir. Você parecendo sumir da minha vida. Eu parecendo te esquecer. A vida parecendo parar de me castigar. Deus parecendo ter misericórdia de mim. Meus sonhos parecendo me libertar. Meu coração parecendo te tirar dessa prisão perpétua. E meu pensamento parecendo ter algo maior para pensar.
 Tudo lindo, até parar de parecer perfeito e voltar à realidade. Para isso basta você me abraçar quase me matando asfixiada e me olhar com aquele olhar que só você tem, aquele que me faz tremer por inteira, aquele que faz eu me arrepender de todas as burrices incorrigíveis que fiz.  Na verdade, basta eu te ver.
 Se eu soubesse que um simples e quase inocente erro daria em toda essa abstinência de você em todos os sentidos eu jamais o teria cometido. Porém, ainda não sei prever o futuro, lastimavelmente.
 Sinto um misto de sensações distintas, completamente distintas, quando alguém pronuncia seu nome. Pode não ser você, mas ninguém nunca informou isso ao meu psicológico nem ao meu coração. Ninguém nunca explicou a eles que não existe só você no mundo e que eu posso e devo amar outra pessoa, que essa obsessão está ficando inexplicavelmente ridícula e doentia. E o pior é que quando penso em você volto a estaca zero. Lembro do quão próximos fomos e do quanto é diferente hoje. Lembro das infinitas horas que passávamos juntos e das diversas vezes que eu ria com você. Mas ao que tudo indica, tudo tem um fim, e infelizmente o nosso foi tão rápido que acabou por se tornar drástico e traumatizante. 
 Eu vivia em um conto de fadas e não fazia idéia, até que a realidade invadiu a ficção e fez de meus dias felizes ao seu lado lembranças, meras lembranças.

domingo, setembro 19, 2010


Incansáveis , enlouquecidas.

3

Estava pensando em como é bonita a alegria de ser criança. Se divertir sem ninguém criticar, sem ter medo de quem vai olhar, se aquele gatinho vai ou não gostar ou se aquela sua amiga vai ser louca com você. Quando você é criança você é livre, é quase uma andorinha. Se sujar, lava. Se rasgar, costura. Se machucar, cura. É tudo tão simples e  normal. Naturalmente normal. Pular e pular e o único limite é o chão.
Na infância o sorriso é mais sincero, as gargalhadas mais profundas, as músicas entoadas mais alegremente. Os dramas mais intensos e mais curtos, por motivos mais importantes, pois, é mais importante chorar pelo brinquedo quebrado do que pelo menino idiota que te deu um fora. Intensidade é a palavra chave. Por mais que hoje em dia tenha muita criança obesa com problemas de miopia graças às tecnologias do mundo atual, ainda há quem gire, pule, grite, corra, salte, cante, e tudo isso com tremenda intensidade, como se fosse sempre o último dia de suas vidas.
Todos os pais reclamam quando sujam as roupas limpinhas, mas quando o filho tem dezesseis anos eles bem que gostariam que todos os problemas se resolvem com Omo, porque agora concordam que se sujar realmente faz bem. Quando os pequenos se machucam eles ficam preocupados e questionam-se o porque de não prestarem nunca atenção no que fazem, mas quando o filha tem dezesseis anos eles rezam para que a briga com a melhor amiga seja curada como que com Merthiolate, porque Merthiolate não dói nem arde.
Ser criança é tão prazeroso e leve que sempre me pergunto : por que somos obrigados a crescer?

Acho que.. falta! - Parte II

0

Há mais de um ano atrás eu comecei a dar vida às idéias da minha cabeça. Eu já sentia falta do que eu não viria a não ter. Já dizia ficar perdida sem aquelas pessoas, aqueles momentos, aquelas piadas. Conviver dois anos com tantas pessoas diferentes e iguais, e do nada, puff, acabou! Mas, chegou em minha vida quem eu costumo chamar de herói, e quando alguém me questiona o motivo, eu falo: "porque quando eu estava perdida na ilha da depressão ele me salvou de lá" . E sim, é verdade. Ele foi o que melhor aconteceu pra mim em um ano em que eu mais chorava do que sorria.
Nas férias, tive uma recaída. No ano letivo que se seguia meu best trocaria de escola, e eu nunca fui das mais amadas na minha sala, então.. fim. Pra evitar isso eu pedi transferência para a turma da minha amiga-irmã. Eu já conhecia a todos, e era até amiga dos amigos dela, atualmente são os meus meninos.
Considerei essa troca de turma a oportunidade de recomeçar tudo do zero, uma última chance do meu ano ser menos pior. A princípio eu me senti super deslocada, excluída. Não sabia dos assuntos, ficava "boiando" boa parte do tempo, porém, nao desisti. Continuei tentando, meio triste por dentro, mas com o tempo fui me apegando a eles, muito. Primeiro a um deles, e até cheguei a agradece por me fazer parte do grupo. Mas depois eu já me sentia tão bem ao lado deles, que ficou difícil não confiar.
Já sofri muito. E eu tenho plena certeza que 90% desses "baques" foram causados pelo meu excesso de confiança no ser humano, no qual eu sempre confiei, até porque se eu não confiasse quem confiaria? Mas errei, errei tantas vezes que agora tenho medo de confiar.Existem pouquíssimas pessoas em que eu confio mesmo, completamete. Mesmo que eu gostasse muito dos meninos , eu ainda não confiava neles como eu queria poder, simplesmente não conseguia. Até que um dia eu recebi uma bela de uma bronca de um deles, por mentir, dizer que estava passando mal quando na verdade eu estava muito triste e com uma vontade assustadora de chorar. Disse que era pra eu nunca mais fazer aquilo, se não ele me bateria e ficaria realmente chateado. Além disso, o outro disse a mesma coisa. Me senti especial e ao mesmo tempo um lixo. Por que cargas d'água eu não confiava mais neles?




//nota : falta a última parte.

quinta-feira, setembro 16, 2010


A luz no fim do túnel. ♥

2
 
Definitivamente, hoje não foi um dos melhores dias. Terrível de quente, muitos estresses na escola, muito o que estudar em casa, diversas pessoas chorando por diversos motivos.. Tantas pessoas que ficou cômico de tão trágico. No futebol, esporte que tanto amo e admiro, flamengo que vêm perdendo e empatando horrores, quase na degola, ganha. Botafogo que vinha ganhando a muito tempo, perde. Fluminense, meu time do coração, que está a doze rodadas na liderança, perde. Rodada do demônio, dia do demônio. 
Entretanto, nada é tão ruim assim. Minha webnovela favorita (Perigosa Amizade) é finalista do concurso blogbooks , agora, é rezar e torcer para os avaliadores nos escolherem. Sinto um sonho se realizando, e eu poder falar que eu fiz parte disso, que eu votei, divulguei, pedi pra votarem. Sinto que essa história é mais que uma web, é a melhor coisa da internet, é melhor que twitter, que o orkut inteiro. Não vejo graça no orkut sem dangerous friendship. Quando fui ao tópico dar uma olhada se tinha saído o resultado, mas sem muita expectativa, até porque a vida me tornou uma pessoa um pouco pessimista. Porém, assim que me deparei com aquelas duas palavras, que juntas formam um som perfeito, em negrito eu sabia que eu estava errada em ser tão pessimista, e que agora é a hora de acreditar. Eu acredito (L)

Obrigada Gizella e Carla, por fazerem dos meus dias mais felizes a cada instante. (LLL)




//nota: escrito as 00h de quinta, mas referente a quarta (15/09/10) .

segunda-feira, setembro 13, 2010


Absurdamente terrível.

0

Escrevo para não mandar algumas pessoas para um lugar muito desagradável mesmo. A começar pelo nosso ilustríssimo governo. 
Minha escola , mesmo sendo técnica e tendo um certo nome a zelar na praça , vem a um certo tempo caindo aos pedaços, e não é só uma figura de linguagem, é literal, o quarto andar já despencou algumas milhões de vezes. No momento estão com um projeto de obra nas escadas, onde deveria ter um ferro de proteçao, soldado, tem um cano amarrado a pilastra com dois canudos, sim, leram certo, canudos, esses que usamos para beber refrigerante. Notam porque estou a reclamar?
Agora eles inventaram uma história de controlar nossos passes, que atualmente são de 5 passagens diárias, para quantas for preciso para ir e voltar da escola. Se fosse apenas para evitar que os alunos fiquem vagabundiando, tudo bem, mas e quem usa para estágio, que por um acaso é obrigatório? Não eles não pensam.. Com tantos problemas mas importantes que isso, eles querem se preocupar com cada falta do aluno, a cada falta uma mensagem pro celular do responsável. Imagina se eu estou doente e falto uma semana , sendo 6  tempos de segunda a sexta e 12 no sábado. Minha mãe vai voar com seu aparelho eletrônico portátil na parede , pelo que a conheço.

Em segundo lugar, reclamar do meu ilustre e inútil grêmio estudantil. E como esquecer de nossa direção? 
Agora eu e meus amigos estamos a tentar mobilizar uma massa estudantil para ir às ruas, à mídia, ao inferno se for preciso, para reverter esse quadro antes que seja realmente tarde demais. Não sabemos ainda ao certo, mas se tudo decorrer do jeito que estão "planejando" , é um absurdo, um tremendo e desnecessário absurdo.

sábado, setembro 11, 2010


Acho que.. falta! - Parte I

1

- Por que você se apegou tanto aos meninos em tão pouco tempo?
"Sério mica, eu tava reparando e você não é assim nem comigo, nem com o Vinícius (lê-se: best) você nunca foi assim. Só fala deles, só fica com eles, tudo tem eles, tudo que você faz tem que ter eles. Você fez um texto para os dois e a sua senha são os aniversários deles. Mesmo, por que você gosta tanto deles?"

Meio surpresa e me sentindo bombardiada a primeira coisa que veio à minha cabeça quando pensei foi :
- Acho que.. falta.

Sim, eu acho que essa foi a resposta mais sincera da minha vida em relação a algo que eu nunca parei pra pensar. Falta. Logo após eu ter dito isso ela reagiu como se aquilo fosse completamente surpreendente:
- Falta?
- Sim. Falta do que tive durante dois anos.

Passar dois anos com umas vinte pessoas e manter certo contato com três ou quatro não é o que esperam.
_



//nota: sim, tem continuação.

quinta-feira, setembro 09, 2010


Secrets

0

Bobos, vergonhosos, quentes, ruins, porém, sempre secretos. Tão secretamente secretos que nem a sombra da pessoa sabe o que ela esconde. Outros um pouco menos, compartilhado entre duas pessoas, mas não com menos importância ou menos riscos. Outros em grupo e se alguém rompe aquilo que aparenta ser um pacto, esse alguém acaba de gerar um caos.
Todos têm sua respectiva importância para quem o guarda dentro dos cofres de titâneo do nosso inestimável cérebro, esse indivíduo acredita que por prevenção ninguém deve saber, até porque se toda ação tem uma reação, um segredo pode ter seu outro lado também, geralmente ruins.
Todos os têm. Aquele pensamento impróprio e inadequado sobre aquele amigo. Aquele mico que se alguém ficar sabendo sua vida social chega ao seu declínio antes mesmo de começar. Aquele menino que você fica, mas que é excelente escondido, emocionante. Aquele momento de inveja que você cobiçou algo do seu próximo muito próximo.Ou até mesmo algo talvez realmente grave.
Seja qual for o segredo , com quem ele é compartilhado , o que é tão secreto , é pessoal , é íntimo e deve ser respeitado. Mas, será que todos eles devem realmente ser segredos?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.

Volte sempre.

E se gostou do meu cantinho, divulgue-o!